Como reduzir custos e manter a empresa sustentável

Empresa sustentável

Seja qual for o setor em que a sua empresa está inserida, é muito provável que já tenha adotado medidas – ou pensado em adotá-las – para reduzir custos. Da mesma forma, cada vez mais surge a pressão por adoção de práticas para manter a empresa sustentável.

O bom de tudo isso é que as medidas de redução de custos quase sempre são aliadas das práticas de sustentabilidade, o que pode facilitar a conscientização das pessoas no trabalho para a necessidade de mudança de cultura.

Produzir causando o menor impacto ambiental possível, poupar e reutilizar recursos e criar a cultura do menos é mais contribuem para uma empresa sustentável e mais viável economicamente.

Por isso, preparamos este artigo com dicas para sua empresa reduzir custos e ser sustentável, independentemente do porte e do segmento em que atua.

 Veja as dicas para reduzir custos e manter a empresa sustentável

 

Avalie os custos

Empresa sustentável

Antes de tomar qualquer medida para reduzir custos, é necessário saber exatamente quais são todos os custos envolvidos no negócio.

Por incrível que pareça, muitas empresas não têm um sistema eficaz de gestão, o que inviabiliza o conhecimento na ponta do lápis de todos os custos diretos e indiretos.

Sem saber onde estão os maiores desperdícios, os cortes podem ser insuficientes, além de poderem afetar partes estratégicas no negócio.

Se a sua empresa não conta com softwares que facilitam o controle dos custos, cogite contratar um, assim também como uma pessoa capacitada para conduzir esse processo.

 

Comece pelo básico

Se sua empresa é uma indústria, cheia de máquinas e processos produtivos, somente com ajuda especializada vai conseguir entender onde pode estar havendo desperdício de recursos.

No entanto, mesmo em uma empresa assim, há medidas mais simples e básicas que podem ser tomadas no dia a dia para diminuir custos:

ENERGIA ELÉTRICA

Lâmpadas

Empresa sustentável

Se ainda não trocou, cogite trocar as lâmpadas incandescentes e fluorescentes pelas de LED. Segundo a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), os modelos em LED podem gerar redução de consumo em torno de 90%. Elas são mais caras, mas outra vantagem é que duram mais.

Outra economia significativa que se consegue com as lâmpadas é mantê-las desligadas quando não há ninguém no ambiente. Cuide para que os funcionários tenham o costume de desligá-las ao saírem para almoçar e no fim do dia, ao irem embora. Além disso, se houver a possibilidade, aproveite ao máximo a luz natural para não ter que ligar todas as lâmpadas.

Aparelhos de ar condicionado

 Assim como as lâmpadas, os condicionadores de ar também evoluíram e hoje consomem bem menos energia elétrica. A redução pode ser ainda maior se forem utilizados com critério.

Opte por modelos que tenham selo de eficiência no consumo de energia e dimensione corretamente a capacidade do aparelho em relação ao ambiente onde será instalado. É muito comum o erro nesta parte, com salas enormes e cheias de gente sendo refrigeradas por aparelhos projetados para ambientes pequenos. Neste caso, a sala não refrigera e o consumo de energia aumenta.

Dependendo do dia, pode não ser necessário o uso dos condicionadores de ar, bastando apenas manter as janelas abertas para que o ar circule e mantenha a temperatura amena.

Imprescindível também para a redução de consumo é que os aparelhos sejam desligados no fim do dia. Se todo mundo sai do ambiente de trabalho no mesmo horário, pode-se até desligar o aparelho meia hora antes do fim do expediente.

 

ÁGUA

Há sistemas de descargas nos banheiros que podem economizar até 50% de água.

Da mesma forma, o mercado de torneiras evoluiu muito e alguns modelos também conseguem economizar muito no consumo de água.

Empresa sustentável

Conscientize os colaboradores para cuidarem dos banheiros,  assim evita-se que precisem ser lavados todos os dias.

Se houver a possibilidade, invista em algum sistema de captação de água das chuvas, que podem ser utilizadas para lavar banheiros e calçadas, por exemplo, além de regar jardins.

Em jardins e plantas internas, opte por variedades que não precisam ser regadas frequentemente.

Fique atento a possíveis vazamentos nas tubulações, que podem ser verificados com aumento no consumo de água.

 

MATERIAIS DE EXPEDIENTE

Papel

Empresa sustentável

Ao contrário do que muitos pensam, o uso de papel para imprimir ou escrever em nada agride o meio ambiente, pois os papéis hoje são praticamente 100% feitos de árvores plantadas para este fim. No entanto,  também não precisa desperdiçar o material. Essa economia ajuda a manter a empresa sustentável.

Certifique-se de imprimir somente aquilo que é realmente necessário. Ainda assim, muitas vezes o documento permite que se imprima na frente e no verso da folha.

Antes de imprimir, leia e releia o documento para corrigir erros e evitar novas impressões.

Documentos impressos que não servem mais podem virar blocos de rascunho.

Evite usar uma folha inteira de sulfite para anotar um simples recado a alguém.

Conscientize os funcionários que tudo é custo é que não devem imprimir trabalhos de faculdades no escritório.

Se usa muito papel A4, certifique-se de que está comprando o modelo correto, pois há diferenças que interferem no melhor aproveitamento da folha, na economia de tinta e no melhor resultado de impressão. O Grupo CAC trabalha, por exemplo, com a linha completa Chamex, que traz diferenciação entre as opções.

Empresa sustentável

Evite estocar grandes quantidades de papel, pois podem perder as suas melhores características de impressão, além de amarelarem e acabarem indo para o lixo. Nestes casos, opte por uma distribuidora de papéis que faz entrega programada.

Canetas e clips

Quem nunca acabou levando embora a caneta do escritório porque colocou no bolso e esqueceu. Imagine em uma empresa de 100 funcionários, acontecendo isso quase que todos os dias durante um ano.

Tenha um porta-canetas em sua mesa com uma ou duas canetas no máximo. Assim você vai sempre se lembrar se estiver faltando alguma.

Além disso, use as canetas até acabarem.

Os clips também podem e precisam ser reaproveitados. Recebeu um documento preso por um clipe? Guarde-o no porta-clips e reutilize depois.

Copos descartáveis

Todo mundo já sabe dos danos que os plásticos causam ao meio ambiente levando centenas de anos para se decomporem. Fora isso, há estudos que sinalizam possibilidade de danos à saúde por conta do contato de líquidos quentes, como o café, com o plástico, o que pode liberar substâncias cancerígenas.

Por tudo isso, opte por levar a sua caneca ou copo de casa para o trabalho e evite utilizar os copos plásticos. Ainda assim, se for utilizá-los, não há a necessidade de pegar um novo a cada vez que for tomar café ou água.

 

RECICLAGEM

Jornais e revistas

Empresa sustentável

Se a sua empresa assina jornais e revistas, evite jogá-los no lixo. Desenvolva uma parceria com quem coleta e recicla e junte os materiais. Pode até conversar com outras empresas no seu prédio ou na sua rua para aumentar o volume a ser coletado.

Lixo

No local de trabalho também dá para fazer a reciclagem de lixo, como a maioria das pessoas faz em casa. A empresa deve instigar, fornecendo as lixeiras ou pontos de coleta dos materiais recicláveis.

 

PRODUTIVIDADE

Empresa sustentável

Cada vez mais passar horas e horas no ambiente de trabalho está longe de ser sinônimo de funcionário eficiente. O mundo está mudando e o que importa são resultados. Analise se não está na hora de adotar um sistema para melhorar a produtividade dos funcionários, assim eles podem até ficar menos tempo no ambiente de trabalho, o que ajuda na redução dos custos e para manter a empresa sustentável.

Há empresas que passam tarefas a serem cumpridas em determinados prazos. Não importa como e onde os colaboradores vão desempenhá-las, desde que estejam prontas no prazo estabelecido. Há modelos de negócios que permitem isso. Veja se cabem ao seu negócio.

Você pode começar fazendo parte das horas semanais no sistema de home office, em que o funcionário não precisa ir ao ambiente de trabalho. Tudo é questão de conversar, analisar as vantagens e desvantagens para ambos os lados.

 

MENOS POLUIÇÃO E CONSUMO DE COMBUSTÍVEIS

A sua empresa tem gestão da frota de veículos? Sabe quantos quilômetros andam por dia e se esses quilômetros são realmente necessários?

Não importa se é um ou 100 veículos. A frota é um dos ralos por onde o dinheiro mais escoa nas empresas.

Sem um sistema eficaz de gestão, os carros podem estar andando mais do que deviam, consumindo muito mais combustíveis do que o necessário e gastando tubos de dinheiro com manutenção.

Há empresas em que os funcionários vão para casa com o carro no fim de semana, como se fossem seus. Quem paga a conta do combustível?

Se são muitos carros, cogite contratar um gestor de frota ou até mesmo terceirizar esta parte. Em caso de poucos veículos, coloque no papel quilômetros rodados, consumo, custos com manutenção e avalie se está havendo desperdícios.

Converse com os motoristas e usuários dos carros sobre todas as possibilidades de reduzirem os custos com os automóveis. Uma simples mudança no modo de condução já pode representar redução de até 20% no consumo de combustíveis.

Por outro lado, incentive a carona solidária. Todos na empresa, incluindo os donos, podem se organizar e, pelo menos em um ou dois dias da semana, irem em quatro ou cinco pessoas em cada carro para o trabalho. Claro, desde que morem próximos.

Para quem mora mais perto ainda do trabalho ou tem mais disposição, dá para aproveitar para fazer uma boa caminhada ou ir de bicicleta. Assim, faz exercício e ajuda a manter a empresa sustentável.

Empresa sustentável

Em andares altos, instigue também os funcionários a dispensarem o elevador e usarem as escadas. De novo é economia de recursos aliada aos cuidados com a saúde.

TELEFONIA

Os planos corporativos permitem às empresas terem dezenas de aparelhos celulares para os funcionários por valores, às vezes, até mais baratos que as linhas fixas. No entanto, sempre dá para economizar.

Veja o histórico de consumo, avalie com a operadora se não há condições melhores e troque de operadora, se for o caso.

 Também converse com os funcionários e conscientize-os de que as linhas são de trabalho. Claro que ligações pessoais são permitidas, mas desde que não haja abuso.

COMPRA COOPERADA

Já foi o tempo em que as empresas viviam enclausuradas, escondendo do mundo a forma como atuam.

Com a globalização e com a internet, muitas das informações estão à solta por todos os lados.

Por isso, uma boa saída para manter a empresa sustentável e reduzir custos é se juntar aos seus concorrentes para fazerem compras de insumos de forma cooperada, negociando valores melhores junto aos fornecedores.

ENGAJAMENTO

Empresa sustentável

Praticamente todas as ações que aliam diminuição de custos e sustentabilidade demandam o engajamento das pessoas.  Por isso, converse com seus funcionários e explique o que precisa ser feito.

A conscientização tem que ser cultural e não meramente por moda ou passageira. Vale até incentivos, repassando para todos valores equivalentes à parte do que foi economizado.

O gestor pode até criar campanhas, valorizando e reconhecimento determinadas áreas ou equipes que melhor demonstrarem interesse em ajudar nesse novo processo dentro da empresa.

Além disso, fomente a discussão e as opiniões. Você, como gestor, pode achar interessante cortar um determinado custo que, na verdade, pode ser estratégico no negócio. Dê voz a todas as pessoas em todas as áreas. O que interessa é o resultado final para reduzir custos e manter a empresa sustentável.


Voltar